Texto só para inteligentes! Não insista!


A vida é hoje!
Apesar de Einstein ter provado que o tempo é elástico, podemos gerir nossa vida e usá-lo a nosso favor.
Não temos como mudar, voltar ou adiantar o tempo que temos ou o que vivemos. O passado passou e o futuro é uma subjetividade!
Falando em subjetividade, acredito que ela seja uma arma poderosa, assim como também é uma armadilha cruel e mortífera.
Vamos lá... Em relação ao tempo, quando eu vivo muito com a mente presa ao passado, as lembranças más, aos traumas, as marcas ruins que trazem em si as dores que embora silenciadas, ainda continuam lá, acabo por descompassar a vida e deixar de viver o mais importante. O HOJE.
Por outro lado, a subjetividade quando usada para o futuro, se vem pela criatividade construtiva é uma bênção e motivo de toda inovação e invenção que acabou por mudar a vida de muitos.
Invenções como a lâmpada, telefone, roda, avião e tudo o que se vê nos dias de hoje, foram fruto da subjetividade criativa, que serviu como start para promover uma grande mudança no mundo.
A nossa vida sempre tende a melhorar quando colocamos nossa mente pra trabalhar nesse sentido. Só temos duas maneiras de usar o cérebro: Lembrança ou imaginação. Tudo começa aqui! Se eu viajo ao passado de minhas lembranças e entro na área da sujeira, e pior, faço um pacote de lixo e trago para o presente, crio um ambiente terrivelmente insalubre para minha existência e para a vida daqueles que estão a minha volta.
Não é muito inteligente trazer um passado ruim que não há como mudar. Isso é insano.
Agora, o passado não guarda só lixo! Ele também guarda jóias, vitórias, experiências boas, surpresas fantásticas e delícias que podem ajudar o dia de hoje.
Meu passado é meu maior patrimônio e não devo abrir mão dele. O que preciso fazer é arrumar os "arquivos" em ordem de importância, colocando o lixo lá pro fundo, isso por não ser muito fácil se livrar dele e poucos são os que conseguem de verdade esse feito! Amnésia é privilégio de poucos no campo das lembranças más!
Ponhamos nossa imaginação a nosso favor. Que ela seja como as velas do barco de nossa vida. Que aproveite os ventos das possibilidades e impulsione nossa vida rumo as altas marés e aos portos da alegria e do inesperado. Que todo inesperado seja bem aproveitado e vivido da melhor maneira possível. Que venha o inesperado! Se não for tão bom, que seja superado e deixado para trás de verdade.
Mas, lembre-se sempre de uma coisa: Assim como os ventos são a força motriz das velas a impulsionar o barco, se colocado a frente delas não trará nenhum benefício aos tripulantes, pois ouvirão seu barulho, verão seus efeitos, mas por uma questão pura e simplesmente física deixará o barco exatamente como está: Parado. Porém, com mais um tripulante indesejado. A subjetividade usada de forma errada será esse tripulante chamado Frustração. Use toda e qualquer frustração como marco e quando a encontrar novamente saberá que por ali não foi bom passar.
Viva o hoje. Viva agora. Ponha objetivos na sua vida e seja feliz.
Pense nisso e lembre-se: Família. Você precisa cuidar da sua!
Rogério Bitencourt
Pastor do lado de cá.


(21) 969563804 ZAP

Postagens mais visitadas deste blog

Casais evangélicos traem mais que os do mundo!

O FIM DO CASAMENTO HÉTERO.

A vida de extravagâncias da irmã Dulce