Pular para o conteúdo principal

Não ponha seu cônjuge pra fazer amor com um anjo!

A infelicidade tem tomado conta de muitos casais evangélicos! Toda hora sou acionado por alguém nas redes sociais em busca de ajuda.
Insatisfação, infidelidade, taras, medos, carências, frustrações estão ficando comuns no meo evangélico no que diz respeito ao casamento e família.
O que está acontecendo?
A família está acabando?
Deus desistiu da família?
Infelizmente, o que vejo é uma grande parte das instituições evangélicas buscando avidamente as coisas "espirituais" em detrimento das coisas que dizem respeito ao aqui e agora! Família é feita de gente! Sexo se faz com gente! Amor se tem por Deus, mas também e não menos importante, por gente!
Estamos transformando a família em zumbis que buscam Deus, mas que não vivem relacionamentos saudáveis.
Montes, vigílias, jejuns, sacrifícios, orações em todo o tempo, participação de cultos todos os dias são a receita para um problema que não se resolve somente com isso!
Precisamos acrescentar a todos os "exercícios" acima uma boa dose de HUMANIDADE!
Nosso cônjuge quer ser reconhecido, amado, beijado, beliscado, mordido e acariciado!
Nossos filhos querem nosso amor, tempo, carinho e atenção!
É isso que Deus espera de nós. É isso que nossa família espera também.
Avivamento tem que trazer vida! Vida aqui e agora. Vida no por vir também...
PRECISAMOS REAPRENDER A VIVER EM FAMÍLIA!
Lembre-se: Família. Você precisa cuidar da sua!
Rogério Bitencourt
Pastor do lado de cá.
Igreja Batista Betesda.

Postagens mais visitadas deste blog

Casais evangélicos traem mais que os do mundo!

Diante das mais recentes pesquisas científicas realizadas no meio evangélico, surge o alerta para começarmos a tratar os casamentos de uma forma mais cuidadosa e responsável. A infidelidade matrimonial entre evangélicos é maior que as dos não evangélicos! Segundo o BEPEC – Bureau de Pesquisa e Estatística Cristã - em parceria tecnológicacom aAKNA(www.akna.com.br,) fornecedora de uma das melhores plataformas de pesquisa online do mundo, 11,26% das mulheres evangélicas pesquisadas já traíram seus cônjuges. Na faixa dos homens, 24,68% traíram suas esposas. O Ministério da Saúde apresentou em 2009 a maior pesquisa já realizada sobre comportamento sexual do brasileiro. 8mil entrevistas com homens e mulheres entre 15 e 64 anos foram feitas e a pesquisa apurou que 21% dos homens em relações estáveis vivendo com conjugue mantém relações sexuais esporádicas ou contínuas com outros parceiros. 11% das mulheres, na mesma situação! Precisamos acordar para essa realidade infeliz e dar um &…

A vida de extravagâncias da irmã Dulce

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. Este era o nome de batismo da Irmã Dulce.
Transformou sua casa em centro de atendimento a necessitados.
Foi ordenada freira e recebeu o nome de Dulce em homenagem a sua mãe. Mesmo tendo como missão primeira o exercício de ensinar como professora em Salvador - BA, irmã Dulce trilhou o caminho do amor e da solidariedade dando assistência às comunidades carentes, preconizando assim suas atividades principais em suas obras sociais. Em 1936, ela fundou a União Operária São Francisco. Chegou a invadir cinco casas na Ilha dos Ratos para abrigar pessoas doentes, recolhidas nas ruas. Naturalmente, como era de se esperar, irmã Dulce foi expulsa com seus flagelados e deu início a uma peregrinação de 10 anos, ocupando temporariamente diversos lugares até que com muito trabalho e perseverança, conseguiu transformar um galinheiro do Convento de Santo Antônio em albergue, que mais tarde passou a ser o Hospital de Santo Antônio, um centro de atendimento social e e…

COMPRE AQUI O LIVRO O Próximo Passo.