Mortos Vivos Andam Entre Nós!

Nunca a humanidade viu o tempo "passar" tão rápido como nos dias de hoje!
Está tudo muito acelerado!
Lembro-me do episódio de lançamento da informatização do comércio.
A proposta na época era que entre tantos avanços, a diminuição do uso de papel diminuiria potencialmente. Era uma proposta extraordinária! Todavia, o uso de papel aumentou muito!
Infelizmente, como tudo que está sendo afetado por uma transição, seja ela qual ou onde for, somos afetados e alcançados pelos seus resultados.
Alguns dos exemplos terríveis foi o da invenção do Raio X.
A maior referência na descoberta do Raio X foi uma mulher chamada Marie.
Após a morte do marido, embora esgotada física e psicologicamente, Marie continuou suas pesquisas. Tornou-se a primeira mulher a dar aulas na Sorbonne, em 1908.
Marie foi a única mulher a receber o Prêmio Nobel duas vezes! Uma vez em Física e outra em química, pela descoberta do Rádio. Ao receber o prêmio, Marie salientou a contribuição de seu marido para a descoberta. 
 Irene e Marie Curie durante a I Guerra
Irene e Marie Curie durante a I Guerra
Sua contribuição para a ciência ainda não havia terminado. Na Primeira Guerra Mundial, em 1914, Marie Curie implantou o uso de raios-x para o tratamento de ferimentos de balas e fraturas. Ela treinou técnicos para operar as máquinas e, ao final da guerra,  havia instalado duzentas estações de raio-x nas zonas de combate da região da França e Bélgica, tendo atendido a mais de um milhão de soldados! 
Além disso, Marie recolhia o gás que emanava do Rádio e o enviava a hospitais do mundo todo para ser usado no tratamento de tumores cancerígenos. 
Voltando a falar em transição e suas consequências, os perigos do Rádio foram se evidenciando, pois jovens que trabalhavam pintando os mostradores de relógios com Rádio para brilharem no escuro estavam sofrendo de câncer, pois molhavam os pincéis na língua. Funcionários do laboratório de Curie morreram de anemia e leucemia, e a própria Marie sofria com os efeitos da radiação.
Ela ignorava que tais problemas se devessem à exposição ao Rádio, e continuava atualizada com os desenvolvimentos da física.
Marie faleceu de leucemia, em 4 de julho de 1934, aos 67 anos
Pois é! A história de Marie serve para ilustrar os perigos a que somos expostos quando as transições começam a acontecer.
Esta é uma era de descobertas tremendas!
A era digital veio nos abrir portas extraordinárias. Tudo ficou muito mais simples e fácil. Isso ainda não é nem o começo da mudança! 
A inteligência artificial está transformando toda uma geração em suas relações.
As relações não são mais somente humanas.
Talvez aí é que tenhamos a maior das dificuldades dos dias atuais. A desumanização da humanidade! Estamos, involuntariamente e de forma desapercebida nos coisificando em extremo.
Não somos mais os mesmos! Não somos mesmo!
Ficamos escravos. Ficamos feios. Ficamos deformados...
As tarefas nos sufocam e assoberbam por demais. Não temos mais tempo pra nada.
Será?
O problema é que nós perdemos a noção do tempo e nossas prioridades se perderam nas telas de nossos telefones.
Até nossa aparência mudou! Nos transformamos, ou fomos transformados pelos filtros legais que fazem verdadeiros milagres em nossa imagem e principalmente em nosso ego.
Talvez ainda dê tempo de provocarmos a mudança que nos traga de volta à vida.
Precisamos de estabelecer outras prioridades. Na verdade, as verdadeiras prioridades deveriam ser as que nos fazem humanos e que nos trazem vida.
Acredito de verdade na possibilidade da volta aos tempos em que tínhamos tempo para andar de mãos dadas, dar gargalhadas, pisar com os pés descalços na terra, tomar banho de chuva, tirar um tempo despretensiosamente para não fazer nada.
Enfim, usar parte da vida para a própria vida. 
Do contrário, seremos como galinhas de granja operando na produção de ovos. Os animais só fazem duas coisas: comem e produzem.
Vamos viver. Vamos sorrir. Vamos chorar. Vamos voltar à nossa humanidade. Ainda dá tempo.
Então, quando a morte chegar, vamos dar uma piscada de olhos pra ela e dizer: bora! vivi pra caramba! Não me arrependo disso!
Pense nisso. Seja feliz. Lembre-se: Família. Você precisa cuidar da sua!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMPRE AQUI O LIVRO O Próximo Passo.

A vida Secreta da Hortência