Vê se te enxerga!




José de Sousa Saramago é para mim um dos maiores escritores que leio!
Nascido na Golegã, Azinhaga, em 16 de novembro de 1922, o escritor português foi ganhador de diversos prêmios de literatura, entre eles o Nobel em 1998.Faleceu em 18 de junho de 2010.
Em sua obra Ensaios Sobre a Cegueira (que foi adaptado para às telas de cinema), Saramago faz uma analogia acerca do "eu" absolutamente extraordinária!
Em seu escrito, ele diz que "para ver a ilha é necessário sair dela, assim como o homem precisa sair dele para enxergar-se!" Fantástico!
Vivemos dias em que boa parte da humanidade está se coisificando, e com isso o ego está ficando cada vez mais exacerbado, fazendo com que o amor e a compaixão sejam postos de lado e prevaleça o egoísmo e a arrogância.
Os homens endureceram a fronte e seus corações viraram pedras.
Em nome de uma pseudo-sinceridade pessoas dizem coisas certas de forma imprópria sem se darem conta da reação e do dano causados em que às ouve.
Casais traem-se a todo momento. Pais e filhos perderam a ternura e a candura que serviam de liga em seus relacionamentos paternos.
Estão vivendo a pós-verdade que veio como uma possibilidade de quebra de paradigmas, mas levada ao extremos fez com que seres humanos se bestializassem transformando-se em acusadores daquilo que os incomoda no outro.
O conselho de Saramago é propício à esta geração (sou o primeiro da fila).
Precisamos sair de nós mesmos e observar o que estamos sendo e como estamos agindo!
A foto que ilustra esta postagem se chama: "Self-made man", o homem que se constrói a si mesmo é de Bobbie Carlyle e retrata bem a mensagem de Saramago.
Que cada um de nós tenha a coragem de refazer-se, reinventar-se, ou deixar-se transformar voltando às suas origens de amor e afeto.
Não se contente em ficar como está ou piorar a própria vida e a vida de seu semelhante.
Deixe que o senso Cristão ressurja em você. Estou buscando isso junto com minha esposa. Já estamos vendo os frutos desse exercício dolorido, mas necessário para voltarmos a ser gente. Estamos nos vendo, não na imagem refletida no espelho, mas sim nos porões da nossa alma.
Pense nisso e lembre-se: Família. Você precisa cuidar da sua!
Rogério Bitencourt
Facebook
Instagram

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMPRE AQUI O LIVRO O Próximo Passo.

A vida Secreta da Hortência