sábado, maio 7

PRODUTORES RURAIS DE ITABORAÍ FORNECERÃO MERENDA ESCOLAR AO ESTADO DO RJ

A Secretaria Municipal de Agricultura de Itaboraí (SEMAGRI) anunciou parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, que comprará a produção de 30 produtores rurais do município para a merenda escolar dos Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs).
Aipim, laranja, caqui, abóbora, batata doce, laranja, hortaliças e outros produtos cultivados nas lavouras locais serão fornecidos para a merenda escolar estadual.

Todos os trinta agricultores cadastrados na SEMAGRI poderão fornecer até R$ 40 mil por ano.

A atual gestão do município de Itaboraí tem trabalhado forte para o crescimento da agricultura familiar e é conhecedora dos desafios que enfrenta!

Existem gargalos, tais como: manutenção das estradas vicinais, qualificação dos trabalhadores rurais, regulamentação ambiental e fundiária, acesso ao crédito rural para os produtores, políticas públicas para fixar os jovens filhos dos produtores na lida do campo, investimento na saúde preventiva das famílias que lidam com defensivos agrícolas e fornecimento de patrulha mecanizada para otimizar os resultados dos homens e mulheres do campo são os principais desafios já enfrentados pela atual gestão.

Para o secretário municipal de Agricultura, Abílio Pereira, é preciso trabalhar toda a cadeia produtiva, pois todo o sistema precisa estar integrado para que os resultados sejam os esperados.

A prefeitura municipal está fazendo um trabalho de gestão com foco na sincronia entre todas as secretarias, já que sabemos da importância dessa visão, pois dela depende o sucesso de todas as pastas.

Educação, meio ambiente, saúde, infraestrutura, agricultura, esporte e lazer, entre outras, todas precisam estar coesas para o sucesso da gestão como um todo.

“Estamos avançando nas melhorias que vão, e já estão mudando a realidade dos produtores rurais do nosso município. Tecnologia, saúde no campo, educação preocupada com a peculiaridade de cada distrito produtor, presença não só minha, mas também de toda a minha equipe da SEMAGRI, integração com a UFRJ, EMATER, SENAR, Sindicato Rural, são ações que já estão dando bons resultados na melhoria da qualidade de vida dos nossos trabalhadores rurais e isso também reflete na hora do escoamento da nossa safra.

Esta parceria com o Governo do Estado já é um reflexo de nossas ações e do nosso compromisso com a população rural de Itaboraí.
Estamos avançando com responsabilidade e gestão compartilhada com quem produz.”, afirmou o secretário.
Todos os produtores e produtoras rurais do município de Itaboraí são convidados à estarem com o secretário Abílio na SEMAGRI, bastando agendar um encontro através da assessoria.
Os contatos estão no site oficial da prefeitura no link: https://portal.ib.itaborai.rj.gov.br/estrutura/









quarta-feira, maio 4

ITABORAÍ INVESTE EM AGRICULTURA DE PRECISÃO

 
homem segurando tablet


Comprometida com o desenvolvimento econômico, social e humano, a gestão do município de Itaboraí tem feito diversas ações para o crescimento inteligente e sustentável.
Historicamente pungente na atividade do agronegócio, principalmente na produção de laranja, Itaboraí está vivendo dias de otimismo e trabalho voltado para o fomento do agronegócio municipal.
Como parte das ações integradas realizadas pela Secretaria de Agricultura municipal, aconteceu dia 28 de abril o encontro dos atores envolvidos no PROGRAMA PRODUTOR SUSTENTÁVEL.
Na oportunidade, foi divulgado o resultado da análise do solo de algumas propriedades do município de Itaboraí.
Em parceria entre a SEMAGRI, UFRJ, CONLESTE e EMATER, Itaboraí está na vanguarda da implementação de políticas públicas que beneficiem os produtores rurais, e em especial os que atuam na agricultura familiar, estimulando e apoiando os pequenos produtores para que consigam migrar da agricultura de subsistência para uma produção em escala capaz de gerar renda, e não só que alimente a família do produtor.
O encontro foi enriquecido pela professora Mônica Viana, representando a UFRJ, que trouxe o resultado das análises de solo, além de discorrer sobre a importância do uso de tecnologia no campo através da agricultura de precisão com uso de drones.
No encontro, estiveram presentes agricultores de diversos distritos de Itaboraí, o Secretário de Agricultura, Abílio Pereira, o diretor de projetos do Conleste, Carlos Cavalcanti, André Gomes, diretor de desenvolvimento regional do Conleste, Paulo Oliveira, gerente de operações do Conleste, Ana Alves, assessora executiva do Conleste e os representantes da EMATER, Daniel Tortelly e Luiz Fernandes Silva.

Cada vez mais a atividade rural se desenvolve e alcança melhores resultados, e isto vai de encontro com a necessidade de

produção de mais alimentos para que a população do globo, que está sempre aumentando e sem perspectivas de reverter este quadro, possa ser alimentada e não haja escassez.

O principal propósito da agricultura de precisão alavancar a sua produtividade e consequentemente, seus lucros, além da proteção do meio-ambiente e das famílias envolvidas no processo.

agricultura de precisão é um sistema de manejo do campo, que usa as mais variadas tecnologias para avaliação e acompanhamento com tamanha precisão, que consegue fazer um diagnóstico das condições da lavoura como um todo.

Ela coleta dados de cada pequena parte da terra, fazendo leitura e análise do solo, do clima, topografia, vegetação e das ervas daninhas, além de pragas da área envolvida.

Coletadas as informações, um programa de gerenciamento detalhado do sistema de produção elabora estratégias para o melhoramento dos índices de produtividade e os cuidados com o bioma local.

Aprimorar a eficiência da produção, assim como o manejo, além de melhorar a qualidade ambiental são a síntese dessa tecnologia revolucionária.

Na prática a agricultura de precisão é a elaboração de mapas de produtividade, que resultam dos dados coletados.

Os drones geram mapas que demonstram através de gráficos as áreas cultivadas, fornecendo informações precisas da produtividade observando pequenos espaços.

É usando os resultados mostrados nos mapas que se elaboram as estratégias para a melhora dos resultados no campo.

Os aspectos da lavoura que são levados em consideração são:

  • Produtividade: através da produção por cada área estudada;
  • Solo: identificação das necessidades, tais como adubação, correção de pH, entre outros;
  • Fertilizantes: calculando quantidades e os melhores adubos para utilizar, e isso na quantidade necessária;
  • Ervas daninhas, doenças e pragas: identificação, ações emergências, controle e prevenção.

Embora aparentemente distante da realidade financeira dos pequenos produtores, a SEMAGRI tem investido, viabilizando acesso gratuito para pequenas propriedades, sendo a principal agente do start desta nova fase na produção rural.

As experiências de quem já usa a agricultura de precisão mostram inúmeras vantagens. A mais significativa é sem dúvida o aumento na produtividade. Outra vantagem é a oportunidade de crescimento, já que usando a tecnologia, os custos são otimizados e os gastos reduzidos, dando margem ao produtor para elaborar estratégias de investimentos.

Outra grande vantagem da utilização da agricultura de precisão é o controle das etapas de produção, evitando desperdício de tempo e trabalho.

Outros encontros estão sendo agendados com as autoridades na área para que o conhecimento possa acompanhar as ações dos nossos produtores rurais.

O secretário Abílio Pereira está cuidando pessoalmente para que tenhamos um segundo semestre de 2022 já com resultados extraordinários!

#Boratrabalhar

Apoio: Apoio: Scala Proteção Veicular - Clique aqui e faça uma cotação.